terça-feira, 3 de março de 2015

Chorar litros, sorrir mares...

                            

Fico muitas horas da minha vida idealizando o que seria para mim o futuro perfeito e de repente me vejo caindo nas minhas próprias armadilhas, aventuras momentâneas que me mostram como sou fraca diante do meu pecado, do meu desejo.
Confesso que tenho medo desse meu lado que desperta do lado das piores pessoas. Estamos constantemente enfrentando nos medos e aflições num mundo que só sabe julgar, e não entende que por isso todos nós podemos passar um dia, mais cedo ou mais tarde.
Fico agora esperando que o dia termine e que eu possa deitar e ter certeza de que vou acordar no dia seguinte sem nenhuma surpresa, o problema é que o inimigo mora ao lado.
Meus dias estão passando e cada dia que passa me sinto mais forte ou pelo menos sem medo, porque se nada der certo vou de um jeito ou de outro levantar a cabeça e recomeçar, não tenho medo de encarar as pessoas, já que fiz besteira, a parada é aceitar a realidade e começar tudo do começo. Afinal quem nos conhece, quem se importa com a gente quer apenas e exclusivamente nosso bem, puxões de orelha também seriam bons, mas do que adianta não se pode mudar o passado, mas estamos aqui lutando dia após dia para mudar o futuro.
Esse agora é meu pensamento, penso nisso todos os dias quando acordo. Peço a proteção de quem ta lá em cima e o que for pra ser será.
Luto todo dia para que seja o melhor possível...